Skip to main content
Shaping Europe’s digital future
Digibyte | Publicação

Nova autoestrada de dados digitais que liga a Europa e a América Latina renova a cooperação transatlântica

O cabo transatlântico EllaLink que liga os continentes europeu e sul-americano foi inaugurado durante a Assembleia Digital de 2021. Este facto marca o encerramento oficial do fosso de conectividade graças a 6,000 quilómetros de cabo submarino, reduzindo a latência atual em 50 % e levando-a a menos de 60 milissegundos.

world map showing the optical submarine cable linking Europe and South America

O que é o EllaLink?

Ligando Fortaleza no Brasil a Sines em Portugal, esta autoestrada de dados digitais permitirá a primeira ligação direta de dados de elevada capacidade entre os dois continentes para apoiar o intercâmbio de dados sobre investigação e educação.

Cofinanciado pela UE através do programa BELLA, este cabo submarino ótico passa 4 500 m de água para aproximar os países europeus e latino-americanos e proporcionar uma conectividade segura e fiável de alta capacidade, facilitando a transformação e a inclusão digitais.

Este marco importante contribuirá para transformar a colaboração europeia e latino-americana no domínio da investigação e da educação para os próximos 25 anos. Bella atingirá 65 milhões de utilizadores em mais de 12,000 instituições na Europa e na América Latina.

Programa BELLA

O programa BELLA proporciona oportunidades de intercâmbio científico, académico e cultural e facilita a partilha de dados de computação de alto desempenho e de observação da Terra. 

Para tornar o cabo EllaLink uma realidade, foi criada uma parceria público-privada de partes interessadas de ambos os lados do Atlântico.

A UE cofinancia o programa BELLA, mobilizando até à data 26,5 milhões de euros. O cofinanciamento é também assegurado pelas Redes Nacionais de Investigação e Educação da América Latina (NREN) e pelo Governo brasileiro.

Antecedentes do litígio

A ideia de uma autoestrada de dados digitais foi apresentada pela primeira vez na 7.ª Cimeira de Alto Nível UE-Brasil, realizada em fevereiro de 2014, e foi reiterada na cimeira entre a UE e a Comunidade de Estados Latino-Americanos e Caribenhos (CELAC), na qual os chefes de Estado decidiram colmatar o fosso, dando apoio político à interligação digital das duas regiões. 

Mais informações