Skip to main content
Shaping Europe’s digital future

Serviços de confiança

A UE introduziu regras para reforçar os serviços de confiança e garantir que a nossa atividade em linha é segura em toda a UE.

Confiança digital

fix-empty

Num mundo interligado em rápido movimento, em que as histórias de vida se desenrolam online, tanto quanto no mundo real, a confiança tornou-se um mecanismo importante que é essencial na forma como navegamos nas nossas relações pessoais e empresariais. Desde construir novas ligações, perseguir interesses ou encontrar novos amores, fazer pagamentos online, assinar acordos de propriedade e expandir negócios, tudo é possível num ambiente online desde que haja confiança.

Nos últimos meses, face a uma pandemia mundial, que nos confinou às nossas casas e mudou a maior parte da nossa vida para a dimensão digital, a segurança das nossas atividades em linha em toda a Europa tornou-se uma urgência e uma necessidade. Devemos sentir-nos seguros de que estamos protegidos online. É por esta razão que a UE está a introduzir regras para reforçar os serviços de confiança.

E como podemos criar mais confiança no ambiente em linha? Trata-se, obviamente, de cibersegurança, mas não só disso. Existem novas tecnologias, como a cadeia de blocos, que podem desempenhar um papel no sentido de tornar os serviços mais fiáveis com identidades e contratos digitais seguros. Isto ajuda-nos a ter a certeza da pessoa ou negócio com que estamos a lidar online.

Os próprios serviços de confiança ajudam-nos a autenticar estas identidades digitais, permitindo-nos assinar documentos online, receber um recibo de vendas e garantir que estamos a comprar produtos reais e não falsificados. Com efeito, graças à tecnologia, a confiança transformou-se de um sentimento intangível para uma realidade digital.

Desde tarefas mundanas que nem sequer percebemos, como a confirmação da nossa identidade no acesso a contas online, a interação suave com os serviços governamentais e a assinatura de contratos comerciais — a identificação eletrónica (eID) e os serviços de confiança estão a permitir novas tarefas online que, há apenas alguns anos, exigiam assinaturas, reuniões presenciais, carimbos e cartas.

À medida que avançamos na década digital, a UE procurará introduzir ainda mais confiança nas nossas atividades diárias em linha.

 

Conteúdo relacionado

Visão geral

Serviços e ambientes públicos digitais

A Comissão está a utilizar as tecnologias digitais para melhorar os serviços públicos e desenvolver cidades inteligentes.

Em pormenor

Listas Aprovadas da UE

Os Estados-Membros têm a obrigação de estabelecer, manter e publicar listas de confiança dos prestadores de serviços de confiança qualificados e dos serviços por eles prestados.

Marca de confiança da UE

A marca de confiança da UE diz aos utilizadores que podem confiar num determinado serviço em linha para realizar as suas transações em linha de forma segura, conveniente e segura.

Regulamento eIDAS

o eIDAS é um fator essencial para a segurança das transações transfronteiras.

Ver também

Cidades e Comunidades Inteligentes

A Comissão Europeia está a trabalhar com cidades e comunidades inteligentes para enfrentar os desafios locais, prestar melhores serviços aos cidadãos e alcançar os objetivos do Pacto Ecológico Europeu.

Assinaturas eletrónicas

A Diretiva Assinatura Eletrónica estabeleceu o quadro jurídico a nível europeu para as assinaturas eletrónicas e os serviços de certificação.

Identificação eletrónica

A identificação eletrónica (eID) é uma das ferramentas para garantir um acesso seguro aos serviços em linha e realizar transações eletrónicas de forma mais segura.

saúde em linha

A Comissão Europeia está a trabalhar no sentido de proporcionar aos cidadãos acesso a serviços digitais seguros e de elevada qualidade no domínio da saúde e dos cuidados de saúde.

Nuvem Europeia para a Ciência Aberta (EOSC)

A Nuvem Europeia para a Ciência Aberta (EOSC) defende a gestão e a aplicação de dados de investigação para garantir o acesso dos cientistas à ciência baseada em dados.