Skip to main content
Shaping Europe’s digital future

Categoria: Banda larga do Luxemburgo

O desenvolvimento de uma infraestrutura de comunicação com um objetivo de acesso em banda larga a gigabits em todo o país é uma das prioridades do programa governamental do Luxemburgo.

    Bandeira do Luxemburgo

Resumo do desenvolvimento da banda larga no Luxemburgo

A cobertura de banda larga já atinge quase 100 % e o Luxemburgo está entre os líderes europeus em termos de cobertura e penetração da banda larga. A estratégia do Luxemburgo para a banda larga de débito ultrarrápido 2021-2025 visa uma conectividade de elevado desempenho para todos. Foi criado um grupo de trabalho e uma estratégia 5G para manter o Luxemburgo na vanguarda da conectividade 5G.

Estratégia e política nacionais em matéria de banda larga

Autoridades responsáveis

Principais objectivos para o desenvolvimento da banda larga

A estratégia do Luxemburgo para a banda larga de débito ultrarrápido 2021-2025 visa alcançar uma conectividade de elevado desempenho para todos. O objetivo 3 da estratégia consiste em acelerar a implantação de infraestruturas preparadas para o futuro, respeitando simultaneamente a neutralidade tecnológica, a fim de satisfazer as necessidades atuais e futuras de todos os agregados familiares, independentemente da sua localização geográfica. Eventualmente, a migração de todos os agregados familiares para tecnologias escaláveis e preparadas para o futuro otimizará a eficiência energética das redes, desligando progressivamente a antiga rede fixa.

Para evitar o fosso digital, a estratégia salienta a importância de uma ligação básica de alta velocidade à Internet a preços acessíveis para todos, definida como uma ligação mínima à Internet de descarregamento de 100 Mbps e um serviço de carregamento de 20 Mbps. A fim de prestar este serviço aos agregados familiares mais desfavorecidos, serão avaliadas e aplicadas medidas específicas.

A ambição da estratégia é assegurar que cada unidade habitacional tenha acesso a, pelo menos, uma rede VHCN (Rede de Capacidade Muito Elevada), definida como 1 Gbps descarregamento e 200 Mbps de carregamento numa rede fixa. A estratégia dá prioridade aos agregados familiares em zonas remotas que não estão ligados por uma rede VHCN. Ligar casas rurais remotas & é dispendioso e o apoio público pode ser considerado nos casos em que os operadores privados não têm planos para expandir as redes.

Foi criado um grupo de trabalho 5G para manter o Luxemburgo na vanguarda da conectividade. O 5G foi lançado pela Post Luxembourg, Orange e Proximus em 2020. O Luxemburgo elaborou uma estratégia 5G.

Principais medidas para o desenvolvimento da banda larga

  • O Plano de Recuperação e Resiliência (PRR) do Luxemburgo não inclui qualquer investimento na conectividade, uma vez que a tónica política é colocada na garantia de que o investimento privado é suficiente para cumprir os objetivos para 2025.
  • A ferramenta Checkmynet.lu mede o desempenho e a qualidade dos serviços de acesso à Internet para os utilizadores finais e é gratuita. Se um consumidor considerar que a largura de banda medida é inferior à contratada, pode contactar o seu fornecedor; se não receberem uma resposta ou a resposta for insatisfatória, o consumidor pode recorrer gratuitamente ao serviço de mediação da ILR.
  • Mapeamento da banda larga: o governo desenvolveu uma ferramenta de mapeamento dos serviços de banda larga que mostra o nível de cobertura de banda larga para cada município no Luxemburgo. O mapa baseia-se nos dados dos operadores de redes fixas (Docsis, VDSL e Fibre).
  • Outro instrumento importante desenvolvido pelo governo é o Registo Nacional de Obras Rodoviárias. Este registo contém todos os pedidos de licenças rodoviárias e de estrada apresentados pelas empresas. Contém igualmente informações relativas às obras de infra-estruturas públicas previstas pelos municípios e pelos administradores públicos nas redes de telecomunicações, de gás, de electricidade e de água, etc.
  • Outras medidas:
    • introdução de uma obrigação de disponibilizar infraestruturas de acolhimento de fibra ótica (as autarquias foram convidadas a tornar obrigatórias as infraestruturas de acolhimento),
    • Introdução da obrigação de disponibilizar cablagem interna preparada para banda larga de alta velocidade em habitações novas (é obrigatória cablagem interna adequada para todos os edifícios recém-construídos e para os edifícios de habitação multifamiliar já existentes em caso de grandes obras de renovação, para as quais tenham sido apresentados pedidos de licenças de construção após 31 de dezembro de 2016);
    • Acesso dos operadores alternativos à rede do operador histórico.

Dados sobre o desenvolvimento e as tecnologias da banda larga no Luxemburgo

Para obter os dados mais recentes sobre a cobertura da banda larga, as subscrições e as penetrações, a cobertura das diferentes tecnologias de banda larga e os custos, consulte os relatórios do painel de avaliação e os relatórios por país do Índice de Digitalidade da Economia & Sociedade (IDES).

Atribuições de espetro para banda larga sem fios

Para mais informações sobre as atribuições harmonizadas de espetro, consulte o Observatório Europeu 5G.

Publicações e documentos de imprensa nacionais e da UE

Informações de contacto

BCO Luxembourg (Serviço Nacional de Competências em Banda Larga): Ministério de Estado, Ministério dos Meios de Comunicação Social, da Conectividade e da Política Digital

Endereço: 5, Rue Plaetis, L-2338, Luxemburgo
Contacto via email
Telefone: +352 247 86717
Sítio Web

Ministério da Economia (Ministère de l'Économie)

Endereço: 19-21, boulevard Royal, L-2449 Luxemburgo
Contacto via email
Telefone: +352 2478 4137
Sítio Web

Instituto de Regulação do Luxemburgo (Institut Luxembourgeois de Régulation)

Endereço: 17, rue du Fossé, L-1536 Luxemburgo
Contacto via email
Telefone: +352 28228 228
Sítio Web

Últimas notícias

Relatório de atividades 2023-2024 da Rede Europeia de Gabinetes de Competência em Banda Larga

A presente brochura apresenta as principais atividades, os domínios prioritários e os destaques do programa anual 2023-2024 da Rede de Gabinetes Europeus de Competência em Banda Larga (BCO).

Conteúdo relacionado

Visão geral

Banda larga nos países da UE

Encontrar informações atuais sobre o desenvolvimento da banda larga em cada país, bem como sobre as estratégias e políticas nacionais para o desenvolvimento da banda larga.

Ver também

Categoria: Banda larga da Suécia

O plano nacional de banda larga da Suécia, adotado em 2016, tem a visão de uma Suécia totalmente conectada e tem objetivos tanto para a cobertura móvel como para as ligações de banda larga de elevado débito para os agregados familiares e as empresas.

Categoria: Banda larga da Espanha

A conectividade digital e a implantação da tecnologia 5G estão entre as dez prioridades estratégicas da Agenda Digital de Espanha para 2025.

Categoria: Banda larga da Eslovénia

A Eslovénia opta pela neutralidade tecnológica e pela dinâmica do mercado no desenvolvimento das redes de banda larga, em especial a concorrência baseada nas infraestruturas e nos serviços.

Categoria: Banda larga da Romênia

A Roménia centra-se na construção de uma rede nacional de banda larga como um passo para alcançar os objetivos de conectividade da UE.

Categoria: Banda larga de Portugal

A Agenda Portugal Digital e a Estratégia Nacional para a Conectividade em Redes de Comunicações Eletrónicas de Capacidade Muito Elevada para 2023-2030 moldam o desenvolvimento de uma infraestrutura digital em Portugal.

Categoria: Banda larga dos Países Baixos

Todos os agregados familiares nos Países Baixos devem ter a oportunidade de aceder a redes de banda larga de, pelo menos, 100 Mbps e a grande maioria deve tirar partido de 1 Gbps até 2023.

Banda larga na Letónia

A Letónia apoia as metas da sociedade a gigabits e visa 100 Mbps, atualizáveis para gigabits, para as zonas urbanas e rurais, bem como a cobertura 5G para todas as grandes zonas urbanas.

Categoria: Banda larga da Itália

A estratégia italiana para a banda ultralarga rumo à sociedade a gigabits visa proporcionar conectividade a gigabits a todos até 2026.

Categoria: Banda larga da Irlanda

O plano nacional de banda larga para a Irlanda prevê que, até 2026, todas as instalações na Irlanda tenham acesso a banda larga de alta velocidade.

Categoria: Banda larga da Hungria

A Estratégia Nacional de Digitalização 2021-2030 da Hungria visa alcançar uma meta de 95 % de agregados familiares cobertos por redes a gigabits até 2030.

Categoria: Banda larga da Grécia

O Plano Nacional para a Banda Larga 2021-2027 promove a utilização de redes fixas de capacidade muito elevada e 5G. A Bíblia Grega de Transformação Digital 2020-2025 destaca a conectividade como um dos cinco eixos estratégicos e reconhece as metas da Sociedade Gigabit 2025.

Categoria: Banda larga da Alemanha

O acordo de coligação de 2021, a Estratégia Digital e a Estratégia Gigabit 2022 do Governo Federal alemão dão prioridade ao fornecimento a nível nacional de redes FTTH e 5G.

Categoria: Banda larga da França

O programa nacional de banda larga France Très Haut Débit estabelece um objetivo de acesso rápido em banda larga para todos os agregados familiares até 2022 e de fibra ótica para todos até 2025.

Categoria: Banda larga da Finlândia

As autoridades finlandesas são a favor de uma implantação de redes de fibra ótica orientada para a concorrência, apoiada por fundos públicos para zonas mal servidas e por aconselhamento aos municípios locais sobre a forma de implantar redes de banda larga.

Categoria: Banda larga da Estónia

A Estónia estabeleceu uma cobertura de banda larga básica em todo o país. A Agenda Digital da Estónia estabelece metas ambiciosas para 2030.

Categoria: Banda larga da Dinamarca

Várias iniciativas políticas que visam a cobertura da banda larga fixa e móvel a nível nacional apoiam os objetivos dinamarqueses em matéria de banda larga. O Governo trabalha no sentido de tornar a Dinamarca pioneira no domínio digital, criando uma base para as empresas...

Categoria: Banda larga da República Checa

O Plano Nacional para o Desenvolvimento de Redes de Capacidade Muito Elevada, aprovado em março de 2021, define a abordagem estratégica da República Checa para a construção de redes de capacidade muito elevada.

Categoria: Banda larga do Chipre

O plano de Chipre para a banda larga estabelece objetivos estratégicos para 2021-2025 e inclui intervenções legislativas e regulamentares, bem como apoio prático ao desenvolvimento de infraestruturas de banda larga.

Categoria: Banda larga da Croácia

O Plano Nacional da Croácia para o Desenvolvimento da Banda Larga 2021-2027 responde aos objetivos da Sociedade Europeia a Gigabits para 2025 e, em parte, às metas digitais para 2030.

Categoria: Banda larga da Bulgária

O Plano Nacional de Infraestruturas de Banda Larga para o Acesso da Próxima Geração «Bulgária Conectada» e a política em matéria de comunicações eletrónicas foram atualizados e adotados em agosto de 2020.

Categoria: Banda larga da Bélgica

A estratégia da Bélgica em matéria de banda larga está integrada numa estratégia política mais ampla, a Digital Belgium. O objetivo do plano nacional para a banda larga fixa e móvel é eliminar as restantes zonas brancas onde não estão disponíveis serviços de elevado débito. Ao...

Categoria: Banda larga da Áustria

A estratégia da Áustria para a banda larga centra-se no fornecimento a nível nacional de ligações a gigabits (fixas e móveis) até 2030.